domingo, 21 de março de 2010

Tango!

"Não em encare assim!

Solte meu braço e pare de apertar..."

A dama da noite desliza na pista, com muita leveza e sem movimentos bruscos desfila no salão...
O Cavalheiro sentado a direita observa com atenção...
Seus olhos se encontram...

O tango começa...
Ele se levanta e vai para a porta.
Ela levanta a cabeça e segue para sua mesa.
Quando ele chega porta ousa olhar para trás...
Ela já está aos risos altos com amigos...

Nos olhos dele a lágrima nunca solta...
Nos olhos dela o veneno que o corrói...

Ele atravessa o salão com passos fortes e rosto fechado...
Ela não percebe e se deixa cair um copo de vinho na mesa...
Ele a pega pelo braço e arrasta com um pouco de força a mais....
Ela o questiona se realmente era necessário aquilo...

O tango continua...
Lá fora.

Ele: Não me encare assim!
Ela: Solte meu braço e pare de apertar!

Ele a solta e acende um cigarro
Ela cruza os braços e o encara

Eles se olham.
Ele a come com olhos de ódio...
Ela o culpa com olhos de dor...

Ele a agarra e sente seu cheiro...
Ela suspira e quase desfalece em seus braços...
Ele diz: Você será só minha!
Ela diz: Eu me deitei com outro!

Ele a encara face a face
Ela o encara face a face

A lágrima escorre no rosto dele...
Ela tenta sorrir e esconder a lágrima em seu rosto....
Ele a solta...
Ela cai ao chão...
Quando ela volta a olhar para ele...
Ele já estava com a arma carrega em sua cabeça...

O tango parou repentinamente!!
E morto com um tiro na cabeça ele ficou estirado no chão...
Em cima dele as lágrimas daquela que nunca foi de um homem só!

1 comentários:

Mariana 22 de março de 2010 08:58  

Mah.... eu sempre digo isso, mas nao dá pra parar.... Vc está escrevendo cada dia melhor!

Arrepiei enqnto te lia.. ficou lindo. E eu imaginei toda a cena..

Teatro né... fazer oque... rsrs
Beijos

About This Blog

Lorem Ipsum

  © Blogger template Newspaper III by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP